terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Banda Bridge. Evangelizando com AMOR.Cartões com versículos bíblicos.


Uma maravilhosa forma de evangelizar e falar do amor de Deus, em plena era digital, é saber apropriar-se dos recursos disponíveis na web. Aprecie  e compartilhe as Hastag's com versículos bíblicso da Banda Bridge. Envie para quem você quiser e alegre o coração de quem precisa da sua ajuda. Que o Senhor te abençoe e te guarde. Seja BRIDGE, seja ponte.
















sexta-feira, 28 de novembro de 2014

#Hastag’s que agradam a DEUS. Banda BRIDGE.prrsoares

# HASTAG' S que agradam a DEUS. Banda Bridge

Banda Bridge, é uma banda de Música Gospel comprometida em levar a Palavra de Deus através da boa música  e tem como marca registrada o estilo Rock. É formada por jovens que acreditam que a salvação é para todos e que todos podem ser PONTES que unem pessoas a pessoas como também as pessoas à DEUS.
As Hastags,  apresentadas aqui, é uma maneira envolvente de evangelizar e animar o coração de quem necessita de uma palavra de paz, amor, fé e confiança. Curta e Compartilhe o amor de DEUS .
Acesse nossa página no face:Banda Bridg

Acesse nosso site:   http://bridgeministerio.com.br/




segunda-feira, 24 de novembro de 2014

FAMOSO ou IMPORTANTE? prrsoares

DILEMAS. Banda Bridge. prrsoares / Leonardo Pissettí

Meus DILEMAS, minhas reflexões, meus anseios, meus medos, minhas dúvidas, meus erros, meus defeitos, meus sonhos, encontros e desencontros. Deixo-os aos pés da cruz, onde Cristo por amor a todos nós, nos deu nova vida, uma vida eterna e a vida outrora vazia, encheu-se de paz, amor e alegria e agora, ( Raimundo Soares) “Somos dependentes e muitas vezes inconscientes de que a resposta para os DILEMAS se respondem em: JESUS”. (Leonardo Pissettí)

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Hino de Mato Grosso - Sebrae. Vídeo / letra



Mato Grosso. Lugar bom de viver.
Hino com Letra
Hino de Mato Grosso
Hinos de Estados
Limitando, qual novo colosso
O ocidente do imenso Brasil
Eis aqui, sempre em flor. Mato Grosso
Nosso berço glorioso e gentil

Eis a terra das minas faiscantes
Eldorado como outros não há
Que o valor de imortais bandeirantes
Conquistou ao feroz Paiaguás!

Salve, terra de amor, terra do ouro
Que sonhara Moreira Cabral!
Chova o céu dos seus dons o tesouro
Sobre ti, bela terra natal!

Terra noiva do Sol! Linda terra!
A quem lá, do teu céu todo azul
Beija, ardente, o astro louro, na serra
E abençoa o Cruzeiro do Sul!

No teu verde planalto escampado
E nos teus pantanais como o mar
Vive solto aos milhões, o teu gado
Em mimosas pastagens sem par!

Salve, terra de amor, terra do ouro
Que sonhara Moreira Cabral!
Chova o céu dos seus dons o tesouro
Sobre ti, bela terra natal!

Hévea fina, erva-mate preciosa
Palmas mil, são teus ricos florões
E da fauna e da flora o índio goza
A opulência em teus virgens sertões

O diamante sorri nas grupiaras
Dos teus rios que jorram, a flux
A hulha branca das águas tão claras
Em cascatas de força e de luz

Salve, terra de amor, terra do ouro
Que sonhara Moreira Cabral!
Chova o céu dos seus dons o tesouro
Sobre ti, bela terra natal!

Dos teus bravos a glória se expande
De Dourados até Corumbá
O ouro deu-te renome tão grande
Porém mais, nosso amor te dará!

Ouve, pois, nossas juras solenes
De fazermos em paz e união
Teu progresso imortal como a fênix
Que ainda timbra o teu nobre brasão

Salve, terra de amor, terra do ouro
Que sonhara Moreira Cabral!
Chova o céu dos seus dons o tesouro
Sobre ti, bela terra natal!

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Espelhos Mágicos (Oficina G3) - Bridge Ministério. Video/letra cifrada



Espelhos Mágicos. (Oficina G3)

Apresentação da Banda Bridge em Jaciara-MT
Espelhos Magicos
Oficina G3
Compositor: Juninho Afram
Tom: D

Intro 2x: Bm A F#m G Em A Bm

Bm          A    G       Bm      G   A
Os homens e seus espelhos mágicos.
Bm     A    G          Bm      G  A   ( G F#m Em )
Nada vêem além de si mesmos.
Em              F#m             G             A   ( G F#m Em )
Se esqueceram daquele que um dia esteve entre nós.
Em      F#m        G         A           Bm
E que veio cumprir, segundo já estava escrito.

Refrão:
   G      A       F#m      G  ( G F#m Em )         A           Bm
Nasceu, sofreu, morreu por nós, seu sangue lá na cruz derramou
  G       A
Nasceu, sofreu

 Bm           A      G        Bm     G  A
 Os homens e seus espelhos mágicos.
 Bm           A       G       Bm    G   A   ( G F#m Em )
 Só vêem um Cristo vencido em dor.
 Em               F#m         G              A
 Não conhecem a cruz vazia, pois ressuscitou.
 Em       F#m             G             A   Bm
 E nem o toque de vida, do Filho do Amor

Refrão 2x:
   G      A       F#m      G  ( G F#m Em )         A           Bm
Nasceu, sofreu, morreu por nós, seu sangue lá na cruz derramou

   G              A/G                 F#
Na cruz lutou, na cruz venceu e Sua vida nos deu
            Bm     A         G       A
Pra que a vida estivesse em nós.
Solo:

quinta-feira, 24 de julho de 2014

BRIDGE - LOUVORZÃO DA SALVAÇÃO - SAL DA TERRA - PEDRA-PRETA/MT



Bom é te adorar, SENHOR.

Bridge - Seu sangue



O sangue de Cristo...

...nos livra de todo pecado


Bridge - Seu sangue



O sangue de Cristo...

...nos livra de todo pecado


Bridge - Ministério - Quebrantado. Ao vivo



Eu olho para a cruz...

...Porque na cruz, Cristo me salvou e me deu nova vida.

Bridge - Ministério - Abra os olhos do meu coração . Ao vivo



Senhor. Abra os olhos do meu coração.

Quero te ver!

Bridge - Ministério - Poderoso Deus



Toda a glória a honra e o louvor  sejam dados ao Nosso Deus.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Banda Bridge. Ministério de Louvor e Adoração

BRIDGE - Preciso Te Adorar




O Ministério Bridge é uma banda de música GOSPEL genuinamente rondonopolitana
 e composta por jovens que tem o intuito de  louvar e adorar ao Senhor Jesus e
 levar a palavra de Deus através da música de boa qualidade.
 É composta por cinco integrantes, sendo eles: 
Aprecie. Deixe-se envolver e seja abençoado. 
Entre em contato com a Banda e receba-a
em sua igreja ou outro evento.



sábado, 17 de maio de 2014

O PROFESSOR, O POLÍTICO E A SERPENTE DO CERRADO. Um conto cômico. prrsoares

O PROFESSOR, O POLÍTICO E A SERPENTE  DO CERRADO
Um professor no auge do seu estresse resolveu tirar seus dias de férias por direito legal no interior do cerrado de Mato Grosso. Até então, tudo planejado nos mínimos detalhes. Natureza, ar puro, paz interior e exterior. Um descanso total era tudo o que ele esperava encontrar. A pousada era reservada e bem rústica, mas dentro de suas possibilidades financeiras. Um frigobar recheado de coisas boas (a pagar) e uma televisão com 41 canais estavam à sua disposição.  Logo em frente, havia outra pousada, um pouco mais chique. Frigobar, televisão com canais por assinatura e internet banda larga 4G ilimitada, estavam à disposição de quem a reservasse. Tudo do bem e do melhor. Pelo zum zum zum das línguas falantes, estava ocupada por um político da capital Cuiabá que também estava no gozo de suas férias tão merecidas.
No lado de trás da pousada, a uns 300 metros, havia um bananal, recheado de folhas secas e um pouco de umidade da chuva que ainda havia caído dois dias atrás. Num cantinho escuro e aconchegante estava em seu merecido repouso uma serpente, sutil, sagaz e muito esperta. Na verdade, Já estava com fome, pois sua última refeição fora há três dias, um suculento e delicioso gambá.
Dia seguinte, o professor resolveu fazer um passeio levando consigo uma garrafinha de água, um sanduíche de frango e um livro, mas ao sair da rota da trilha, se perdeu. Resolveu então parar pra relaxar e  pensar como encontrar o caminho de volta. Sentou-se ao lado de um grande pé de Pequi e como ainda era cedo, começou a folhear seu livro.
 Nesta mesma manhã, o político também resolvera fazer um tour pela redondeza. Óculos de sol, água mineral, chapéu de couro de jacaré, repelente e protetor solar. Assim como o professor, o político também se perdeu e ao olhar para a sua frente estava lá, o professor, sentado, lendo alguma coisa. O Político aproximou-se e ambos começaram a conversar e ver como encontrariam a solução para achar o caminho de volta.
Nesse momento, a cobra/serpente apareceu e percebendo que ambos estavam perdidos, se prontificou a ajudá-los. Olhou-os nos olhos e disse: eu os levo aonde querem, mas exijo uma recompensa. O professor pensou e respondeu à cobra: O que fazes aqui sozinha? Onde estão seus pais? Você não deveria estar estudando os ensinamentos sagrados das serpentes ? A cobra então respondeu: Eu já nasci esssperta! O professor  perguntou: o que eu, um simples professor posso te dar em troca desse tão grande favor? A cobra com toda sssutilieza e sssagassidade sssuspirou e respondeu: senti um cheiro forte de frango frito. Me dê seu ssssanduíche e estamos quites. O professor não pensou duas vezes e entregou seu sanduíche de frango frito à cobra que o devorou de uma só vez. Após limpar a boca com sua língua afiada a cobra olhou para o político e ele, se achando muito esperto prometeu meio mundo de delícias para a cobra sagaz . O político a olhou-a mais uma vez e disse: disse: Só lhe entrego essas delícias quando chegarmos à posada. A cobra sssussspirou e indagou: não vai me enganarrrrr? Olha bem pra mim! disse o político com ar sinistro. Acha que não sou capaz de cumpri o que prometi? A cobra concordou com os dois e seguiu em direção à pousada, mas pediu que o professor ficasse por último e o político bem atrás dela. Já chegando perto da pousada ambos avistaram a antena da tv por assinatura. Foi uma alegria só! A cobra olhou para o professor e disse: corre, vai á luta! a casa é sua. Nesse momento o político tentou escapar de fininho, pois não tinha o que prometeu, mas a cobra o segurou com seu rabo forte e disse: cadê as delícias que você me  prometeu? O político tentou de todas as formas persuadi-la a entrar em acordo consigo, mas não conseguiu. A cobra o engoliu aos poucos, e sufocado, ele gritava: eu prometo, vou cumprir o que te falei, só deixa eu ligar pro meu assessor. Foi em vão. A cobra o devorou como se fosse a última bolacha do pacote e olhando para o professor  disse: SSSSSS! ssssou que nem ele. SSSó sssei sssser o que sssssou.
Raimundo Soares de Andrade
Rondonópolis, MT, 17/05/2014

quinta-feira, 15 de maio de 2014

PROFESSORES, permaneçam firmes! ( Uma resposta ao artigo “PROFESSORES, acordem” de Gustavo Ioschpe)

PROFESSORES, permaneçam firmes! ( Uma resposta  ao artigo “PROFESSORES, acordem” de Gustavo Ioschpe)
Não me comove, pelo contrário, me leva a refletir e até em parte me constrange  e me entristece o artigo escrito por  Gustavo Ioschpe ( Professores , acordem) publicado pela Revista Veja em maio de 2014 . Felizmente há muitas verdades contidas nele. Valei-me jesus! O que isso meu deus ? Pra modi quê tudo isso? Recuso-me a acreditar e concordar piamente com tal economista que ventura em suas palavras EXPOR, nos expor, me expor a um tipo de “FARRANCHO”  sem conhecimento total das realidades educacionais  em  suas indagações, coisa que não pode ser levada como  verdade absoluta.
“A imagem que vocês vendem não é a de profissionais competentes e comprometidos, mas a de coitadinhos, estropiados e maltratados” (IOSCHPE, Gustavo, 2014) Ouso perguntar: quem vende tal imagem? Os professores, os alunos, a escola, os governos ou PORFIADORES, tais como as emissoras de televisão, as revistas, os jornais ou os sites sensacionalistas que visam obter lucros em cima de nossos sonhos e necessidades de melhorias? Porque cada ato, cada manifesto, cada greve é um prato cheio para quem vê tais ações com olhares NEFASTOS e intencionais.
Não me assusta saber que mais um, em meio a tantos outros, pensam que a educação é um circo. Será que nós professores “Protagonistas desse palco”, somos então palhaços? Atrevo-me a dizer que mesmo assim, a plateia ri e cresce em cultura e conhecimento, até porque o circo é um lugar de diversão e envolvimento, e digo mais, levado muito a sério pelos circenses. Não podemos tratar com indiferença “o desrespeito pelo profissionalismo educacional”. Faz-me pensar como se o ENSINAR fosse uma arte direcionada àqueles que não tem muitas opções na vida. Pelo contrário, ensinar é a vida em arte. Temos sim profissionais extremamente competentes e compromissados que prezam pelo bom ensino e pela boa reputação educacional.
 Vale ressaltar que tanto a valorização profissional, quanto a formação continuada dos profissionais da educação como consta na Lei nº 101729 de janeiro de 2001 do Plano Nacional de Educação  deve ser encarada com seriedade por todos que almejam um ensino eficiente. Essa tarefa, não é exclusiva de um poder, de um representante, de um professor, de um economista, mas da sociedade em geral que almeja esse ensino de qualidade. A melhoria na educação depende também até daqueles sujeitos que nunca ficaram em uma sala de aula e nem tão pouco terão esta uma experiência. Porque se houver contribuições positivas de tais pessoas, serão bem vindas, caso contrário, como diz o ditado popular “Boca fechada...não entra mosca”  nem sai besteira. Falar sobre a educação sem nunca ter passado por uma sala de aula com 35 alunos num calor insuportável de 40 graus é o que dizer que sabe o que é  passar fome sem nunca ter tido uma experiência assim.
(Professores, acordem) Se DORMIR, conforme o dicionário português  é “ entrar ou estar em estado de sono” “Adormecer” e  SONO é repouso total do corpo“ Falta de vontade de Agir, Moleza”  , logo me vem em à mente a palavra INÉRCIA, o estado da falta de ação do movimento. Mas, lutar pelos nossos direitos e sonhos não significa estar acordado, em ação? Vejo que no fundo, o que querem mesmo é nos injetar um sonífero que nos torne sensível e aceptível a qualquer proposta que vem de cima e que a uma só voz todos digam: ASSIM SEJA! Não é isso que queremos e nem é isso que somos.
  Em relação aos quatro pontos mencionados por IOSCHPE  ouso indagar:
1-Sem essa de vítimas. Somos sujeitos da transformação da nação brasileira que merecem respeito e dignidade como qualquer cidadão e como qualquer outro profissional competente. É uma questão de direito legal. Nosso papel é não aceitar derrotas.
2- Pelo que entendo de educação, as vivências e experiências (empíricas ) tornam a educação um ensino de  qualidade e está inserida dentro do próprio PPP( Projeto Político Pedagógico) de qualquer unidade escolar. De onde vem mesmo essa ideia que menosprezamos o empirismo? No que consta esse embasamento?
3- Pensei que expor a realidade nua e crua da educação brasileira fosse um tipo de envolvimento para com a sociedade. Será que  estamos enganados por nos expor tanto?
4- Quisera eu e todos os demais profissionais da educação desse país  tivessem salários tão bons quanto o de muitos outros profissionais, até mesmo parecidos com o de certos economistas. Obsessão é um tipo de perseguição da qual NÓS, profissionais da educação e outros sofremos. Calar-nos, é o sonho de muitos que vivem em suas vidas numa BAZÓFIA sem igual.
“O respeito da sociedade não virá quando vocês tiverem um contracheque mais gordo. Virá se vocês começarem a notar suas próprias carências e lutarem para saná-las, dando ao país o que esperamos de vocês: educação de qualidade para nossos filhos”. (IOSCHPE, Gustavo, 2014) Nosso respeito virá, quando nos respeitarem como cidadãos dignos de puro respeito, porque isso é bom e faz bem. Afinal, colhe-se trigo quando se planta trigo. Colhe respeito quem semeia respeito. Colhe educação quando se investe  em educação.
Raimundo Soares de Andrade é Coordenador Pedagógico da Escola Eunice Souza dos Santos. E-mail: prrsoares@hotmail.com


segunda-feira, 12 de maio de 2014

terça-feira, 29 de abril de 2014

A Relação Aluno-Professor/Professor-Aluno. 10 Perguntas Reflexivas

A Relação Aluno-Professor/Professor-Aluno no ambiente escolar exige da parte da gestão escolar e do corpo docente/discente uma atenção especial, haja vista que a mesma interfere diretamente no ensino aprendizagem do aluno. Assim, pergunta-se: como mediar as situações conflituosas no relacionamento entre Aluno-Professor/Professor-Aluno dentro da unidade escolar de maneira que se consiga obter um clima agradável entre todos através do diálogo, tendo em vista a o melhoramento na qualidade da educação? As perguntas a seguir apenas visam fomentar essa discussão na busca de respostas que possam nortear tal relacionamento no cotidiano escolar e podem ser debatidas no grupo de Estudos ou Sala do Educador dos professores e demais profissionais da educação. Raimundo Soares de Andrade, Coordenador Pedagógico da Esc. Est. Prof.ª Eunice Souza dos Santos em Rondonópolis-MT

terça-feira, 22 de abril de 2014

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Filhos do mesmo pai. Projeto Senhor Vive. prrsoares



Filhos do Mesmo Pai é uma música de Comunhão para toda congregação.

Cante, curta e compartilhe. Veja a letra nesses blog.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Velha Infância. Uma declaração de amor para Traudi Ullmann de Andrade, p...



Gravei este video para declarar o meu amor pela minha esposa amiga

Traudi Ullmann de Andrade. Obrigado ao meu filho Dandry Ulmann de Andrade que gravou

e um abraço a minha filha Érica Ullmann de Andrade por completar nossa família.

Segue abaixo a letra:

Velha Infância

Tribalistas

 Tribalistas
Tom: A
  
(intro 2x)  F#m Bm E F#m

F#m
  Você é assim,
Bm
  Um sonho pra mim
E                     F#m
  E quando eu não te vejo

Eu penso em você
Bm
  Desde o amanhecer
E                   F#m
  Até quando eu me deito

          Bm
Eu gosto de você
E          F#m
  e gosto de ficar com você
            Bm
Meu riso é tão feliz contigo
E                F#m
  O meu melhor amigo é o meu amor

E a gente canta
Bm
  E a gente dança
E                   F#m
  E a gente não se cansa

De ser criança
Bm
  Da gente  brincar
E                   F#m
  Da nossa velha infância

            Bm
Seus olhos meu clarão
E           F#m
  Me guiam dentro da escuridão
            Bm
Seus pés me abrem o caminho
E            F#m
  Eu sigo e nunca me sinto só

Você é assim,
Bm
  Um sonho pra mim
E                     F#m
  Quero te encher de beijos

Eu penso em você
Bm
  Desde o amanhecer
E                   F#m
  Até quando eu me deito

          Bm
Eu gosto de você
E          F#m
  e gosto de ficar com você
            Bm
Meu riso é tão feliz contigo
E                F#m
  O meu melhor amigo é o meu amor

A gente canta
Bm
  A gente dança
E                 F#m
  A gente não se cansa

De ser criança
Bm
  Da gente  brincar
E                   F#m
  Da nossa velha infância

            Bm
Seus olhos meu clarão
E           F#m
  Me guiam dentro da escuridão
            Bm
Seus pés me abrem o caminho
E            F#m
  Eu sigo e nunca me sinto só

Você é assim,
Bm                 E          F#m
  Um sonho pra mim, você é assim...

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Poesia Pianística.















Poesia Pianística.
Quando o dedo do pianista toca a tecla do piano,
É como se o mundo do universo musical
Entrasse em erupção.
Uma explosão mágica
Do som celeste pianístico
Envolve todos os ouvintes de tal forma
Que ficam em êxtase
Pela brilhante sonoridade provocada.
Ninguém resiste
E o intérprete, persiste
Na procura do tom  perfeito
E um som rarefeito se faz ouvir
Até nos confins da terra.
Ouso perguntar:
Divino é quem toca ou quem escuta?
Ou divino é simplesmente o piano que deixa-se envolver?
Uma coisa é certa, ambos, piano e pianista
Estão na minha lista da boa música
Não somente boa, mas de qualidade.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Fala Comigo - Bruno Moraes e Fábio Dias






Essa canção também traduz um dos momentos marcantes com DEUS, ( culto que fizemos em família e amigos), quando estava na fazenda com minha avó. Eu fui chamado ali pelo Senhor , e nem imaginava o que ELE iria fazer , e hoje eu continuo sem ter a real noção disso, mas sei que toda vez que eu me prostrar diante DELE e ouvir a sua voz, eu caminharei seguro , mesmo passando pelo vale da sombra da morte eu não temerei, pois ELE sempre estará comigo...
CANTEI ESSA MUSICA COM MEU IRMÃOZÃO FÁBIO DIAS , que privilégio amado, te amo muito irmãozinhooooooooooooo!
Te amo Pai , seja feita a sua vontade e não a minha! ( Bruno Moraes Dias. Enviado em 01/03/2010)

Oh you bring - Hillsong - Versão- Bruno Moraes Assis e Lucas Machado.