terça-feira, 31 de maio de 2016

ESTUPRO não é cultura, é a personificação do mal. prrsoares

ESTUPRO não é cultura, é a PERSONIFICAÇÃO do mal.
Raimundo Soares de Andrade   


Ainda chorando, aquela jovem mulher, relatava o acontecido ao juiz que determinara a prisão do  estuprador pego em flagrante: Ele só tinha 5 meses, um bebê. Foi o tio, aquele que ajudava a colocar a mamadeira na boca do meu anjo. Meu coração dói só em pensar que nunca mais vou tê-lo em meus braços,  porque ele não resistiu à tamanha atrocidade.                                                             Chocados, uma nação inteira acompanhava pelo noticiário de TV, sites  e redes sociais o caso da forma mais violenta e cruel  que uma mulher pode passar. 30 homens e uma jovem de apenas 16 anos. Uma menina, moça, mulher. Sem clemência, nem compaixão, fora violentada por todos que ainda ousaram postar em redes sociais o ato cometido. Pra que tanto mal assim?                  No claro, no escuro, na escola, na praça, na igreja, na casa, no bosque, no prédio, na festa, na rua em todo canto em qualquer lugar. Por pai, padrasto, vô, tio, sobrinho, marido, por amante,  noivo, namorado, amigo, inimigo, por filho, primo, irmão, vizinho, por sacerdote, por bandido, por mocinho,  por todos em todo canto e em qualquer lugar. Em criança,  adolescente, menino,  menina, em jovens, mulheres, senhoras, idosas, em namoradas, esposas, em todo canto e em qualquer lugar. De forma sutil,  cruel, violenta, ameaçadora, comprada, dopada, de forma presenteada, falsificada, disfarçada, santa,  profana, de forma mundana, em todo canto e em qualquer lugar, assim, em suas múltiplas formas e facetas se apresentam o estupro e o estuprador.                                           
   Quando menos se espera, ou se espera sem imaginar, ele acontece e muitos são os que caem nessa rede traiçoeira desse crime hediondo. Segundo pesquisas, 11 pessoas em média são estupradas por minuto em nosso país. Isto inclui os estupros de vulnerável, crime cometido contra menores de 14 anos. E o que dizer dos  casos que não são registrados ou notificados, quando a vítima ainda se esconde por tamanha vergonha e humilhação? E o que dizer de nossas crianças, nossos tesouros mais preciosos, inocentes, puros, vulneráveis, sujeitos a todos os males todos os dias e em todo lugar? Quão grande mal assola sobre a terra, sobre homens que deveriam ser guardiões do bem, da família, da sociedade, mas preferem alienar-se ao próprio demônio,                       
ESTUPRO não é CULTURA, é o desejo profano de uma mente insana , maléfica, a própria PERSONIFICAÇÃO do mal. Ação que Deus ABOMINA em todas  as suas formas e maneiras,  independentemente de como, quando e quem o pratica a quem pratica. Crianças, pureza, inocência. Meninos, meninas, mulheres. Nada justifica tal ato, muito menos o que uma mulher faz ou deixa de fazer, fala ou deixa de falar, veste ou deixa de vestir e onde quer que esteja ou vá, seja ela nova, velha, branca, negra, asiática, oriental, rica, pobre, puritana, casta, mundana, cristã ou ateia.  Ninguém tem o direito de saciar-se ou portar-se como animal desenfreado, tal como bestas feras de florestas negras insolentes imergidas em trevas sem tamanho, filhos do mal. ESTUPRO é uma  crueldade tamanha que merece a maior das punições. ESTUPRO é crime violento em todos os casos, e lugar de criminoso e maníaco é na cadeia e a vítima sempre é vítima e deve ser tratada com dignidade e respeito pela família e por toda sociedade com total amparo previsto em lei, até porque a dor provocada, não fica só no corpo, mas, também na alma, assim, só o amor dos amigos e dos familiares e um bom acompanhamento psicológico e Deus pode curar tanta dor.                                             É necessário que haja coragem por parte de toda sociedade, da vítima e familiares para denunciar todo tipo de violência sexual, principalmente o estupro. Se faz necessário também  uma punição  mais rigorosa para tais agressores por parte da autoridades competentes e por fim, deve haver um acompanhamento adequado para todas as vítimas . Mulheres e crianças, não são objetos de prazeres de homens vis, é uma obra prima de Deus, merecem todo respeito e cuidado especial.          Uma coisa é certa; Deus, que lá de cima, vê tudo o que os homens fazem de mal, já preparou seus castigos e que sejam ainda na terra. Senhor!  Livrai nossos filhos e filhas de tanto mal, de homens-bichos NEFASTOS, sem amor por si próprio, por suas famílias, pelo próximo e por Deus que também os criou.                                                

quarta-feira, 11 de maio de 2016

AQUELE OLHAR CATIVANTE. prrsoares

Aquele  Olhar  Cativante

Quando seus olhos olham os meus, eu sinto algo especial acontecer, porque eles manifestavam paz, compreensão, carinho, fé, cuidado  e muito amor. São olhares diferentes de todos os outros. Sinto que eles irradiam uma luz tal qual o sol do meio dia, forte, intenso e brilhante. Certo é que inundam meu ser numa totalidade vasta e imensa como as águas do oceano, infindáveis.
Quando seus olhos olham os meus, sinto olhar de brandura, de doçura, de acalanto, capaz de acalmar toda tempestade que houver por perto e afastar raios, ventos e trovões.
Quando seus olhos olham os meus, percebo um olhar bondoso, pois em vez de condenar, demonstra perdão, aceitação. Aquele olhar que em vez de humilhar, me coloca no trono da exaltação, porque vês com olhos de ternura, além dos olhos comuns, sobrenaturais.
Pelos seus olhares eu sinto cada movimento e cada um deles significa algo a ser considerado, porque são olhares sábios, nobres, prudentes, fiéis. Corrigem-me, mas, a repreensão é de amor como que dizendo: vá e não erres mais, mas, se cair, levante-se, a vida continua. Siga firme.
Seus olhares encantadores ensinam-me a olhar sempre para frente e a encarar os obstáculos com uma fé tamanha, maior que uma montanha. Olhar acolhedor, que antes mesmo de sentir o aconchego de suas mãos me abraçando, já sinto o calor do seu corpo amoroso e compreensivo.
E o que dizer da forma que seu olhar expressa? Olhar bondoso sim, porque antes de enxergar minhas falhas e imperfeições, como fazem as pessoas, tu, visualizas o que há de bom em mim, lá dentro do coração, mesmo não sendo eu tão bom assim, mas, a contrição que me encanta me ajuda a buscar um coração nobre e contrito.
Não tem como resistir aos seus olhares. Olhares cativantes, com certeza, eles ligam meu coração ao seu e me faz ser uma das pessoas mais felizes do universo e no centro do meu verso, sinto o cheiro suave de um olhar poderoso, transformador, libertador.
Como o “Olhar do Senhor que tudo vê” é envolvente, e foi assim que ganhou meu coração, minha confiança, minha vida. Porque ELE sonda e conhece tudo o que me acontece, e ninguém é capaz de resistir ao toque de seus olhares melodiosos. Olhar que fortalece, enobrece, enriquece, aquece e nunca esquece.
Olhar visionário, exuberante, incondicional, mediador de todas as coisas boas e capazes de impressionar e encantar até os mais infelizes dos mortais, fazendo-os sentirem-se s peças preciosas de sublime valor, tão valioso como joias raras. Um ser único e especial.
Esse olhar pode ser o meu, o seu, o nosso. Um olhar meigo de amigo, de pai, de mãe, de alguém que ama, admira, que cuida, protege, ensina, educa.
 Dentre tantos olhares, existe um que me encanta, me envolve por inteiro,  acredito que nada supera aos olhares do Senhor da luz,  o bom Senhor JESUS, o Deus Forte, Pai Eterno e Príncipe da Paz. Deixe que ele te olhe  e te abrace sem medidas, pois grande é seu amor, seu cuidado e seu carinho por todos nós. “Seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte  com aqueles cujo coração é totalmente dele”. 2 Crônicas 16:9

Raimundo Soares de Andrade

terça-feira, 26 de abril de 2016

BIG GRAÇA. prrsoares

BIG GRAÇA
Na correria do dia a dia, pessoas indo e vindo de todos os cantos e direções, algumas passavam percebidas, outras despercebidas por tanto olhares que se encontravam ao mesmo tempo naquele e em vários lugares. Certeza e incertezas, risos e alegrias, medo, solidão, amor, ódio, paz, muita e pouca fé, tudo junto e misturado. Na verdade, todos estavam à procura da graça confortadora que lhes podia ajudar nas lutas e desilusões da vida.  Mas, para a surpresa de muitos, aquele dia, jamais seria o mesmo, porque uma música que fazia as almas se encherem de gozo e alegria, como que um som majestoso, iria tocar e preencher o coração de tal forma que ninguém seria capaz de resistir ao som da graça de Deus, na verdade, uma big graça.
Ao saírem da estação, do metrô Ana Rosa, em São Paulo, as pessoas perceberam um ambiente diferente, porém agradável. O som ecoava propagando aos quatro cantos a boa melodia e harmonias sonoras que exalavam mais que perfumes musicais, som de fé, paz, amor, perdão, conforto, graça, uma BIG GRAÇA. Lá estavam eles, uma banda de três músicos. Três amigos que gostavam de cantar, tocar e comer pizza, três moços destemidos; Nill, Daniel e Zé Carrasco, que ousaram anunciar a palavra da salvação, de graça, através da música cristã  de maneira descontraída do amor de Deus em todos os cantos possíveis: praças, metrôs, estações, bares, ruas e avenidas.  Diga-me; quem não resiste ao encanto de um bom jazz, um rock rol, um blues, um soul, uma MPB bem executada em tons entrelaçados que vão de encontro aos corações necessitados com melodias e letras especiais?  De tantos que passaram e ouviu aquele som de extrema graça, certa jovem, estilo gótica, parou ao lado do guitarrista e atentamente ouvia uma canção em rock que dizia: “Jesus Cristo mudou meu viver”. Ao final da música, a moça olhou nos olhos daquele bom moço e lhe perguntou: porque está escrito “Big Graça” no bumbo? Sem hesitação, aquele rapaz lhe respondeu: Existe graça maior do que a de Deus? Ele enviou seu filho Jesus para morrer em nosso lugar naquela cruz e assim nos deu uma nova vida, isso sim é uma BIG GRAÇA. Porque de nós mesmo, nada merecemos, mas, Ele, cheio de amor e paz, ama a cada um incondicionalmente, assim como a mim e você. Tais palavras foram no íntimo daquele coração que deixou algumas lágrimas cair ao chão e suspirando resolveu render seu coração ao Deus do amor absoluto e verdadeiro.
Whitney Houston, (1963-2012) grande cantora americana, expressava em máxima precisão o que a profundidade da melodia e da letra  da  música“ Amazing Grace” queria dizer. “A graça eterna de JESUS, que veio me salvar, a mim, tão grande pecador, Ó graça singular”. Pena que não soube aplicar  totalmente na sua própria sua vida.  O mesmo se deu com Elvis Presley ( 1935-1977) que levou multidões ao delírio com a mesma canção, mas, precisava vive-la melhor em seu coração. Confesso que ambos morreram conhecendo a graça, mas que viveram profundamente  nela, não posso afirmar, somente Deus o sabe.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

CORDAS AFINADAS. prrsoares

CORDAS AFINADAS
Enquanto a Orquestra de Violões se preparava para uma apresentação especial, as pessoas procuravam os melhores lugares daquele pequeno teatro de madeira. Alguns preferiam os lugares mais próximos ao palco para sentir o som suave envolvente que saía das CORDAS AFINADAS, outros, apreciavam ficar mais ao fundo, em reflexão com cada nota executada. A empolgação era geral e todos esperavam ansiosos as cordas divinas soarem  angelicalmente. Alguns apreciadores da música de cordas, diziam que tal som, era como o SOM DO CÉU. Ainda com as cortina abaixadas, a orquestra fazia seu último ajuste. As cordas dos violões precisavam estar afinadas em total consonância uma com a outra. O quarto violão estava lá no canto, o quarto músico, fora beber água, afirmando ter afinado todas as cordas no diapasão do maestro com máxima precisão.
 O apresentador direcionou-se ao palco dando as boas vindas a todos e com  belas palavras anunciou o show da noite. Instrumentos organizados, músicos preparados, estantes arrumadas e partituras prontas para serem usadas. Com certeza, tudo daria certo. Cada um dos seis músicos ocupou seu lugar e segurando com postura e elegância seu violão, esperavam apenas o sinal do maestro para a execução da primeira música da noite: “Jesus Alegria dos Homens” de Johann Sebastian Bach. O Maestro sorri para a plateia, aponta para a orquestra e dá o sinal de inicial com a sua batuta. Todos respiram profundamente. A introdução fora perfeita e a melodia apresentou-se alegre, no compasso e perfeita. Mas, logo se ouve um som diferente em meio às notas executadas. O maestro e os músicos perceberam uma corda desafinada, por fim a plateia também percebe que existe alguma coisa errada. Verdade! Era a quarta corda do violão do quarto músico que não esteve na hora do ajuste final. O som soou desagradável e ao termino da música, houve uma pausa para que todas as cordas fossem afinadas novamente. O show continuou e a alegria dos homens foi completa, exuberante.
O mesmo acontece com as pessoas. Se as cordas da vida estiverem desafinadas, o som soará mal aos ouvidos daqueles que estão ao seu redor e certamente, todos irão perceber. Porque se apenas uma corda estiver desafinada, o som soará desarmonicamente desagradável, imagina, porém o estrago que uma pessoa amargurada, desafinada da alma pode fazer na orquestra de DEUS. Deus tem sua Orquestra Majestosa, A VIDA, e todos podem fazer parte dela, entretanto é necessário que cada integrante esteja com as cordas afinadas e somente assim poderá executar melodias harmoniosas. Acredito que pior que um violão desafinado é uma pessoa rancorosa e arrogante, mas, o bom, é que tanto um como o outro podem emitir sons belos, afinados e harmoniosos, isso depende de quem o manuseia com amor e cuidado. Assim, quando sua vida não vai bem, é como um violão com uma ou mais cordas desafinadas e para soar um som bom e agradável, é necessário que todas as cordas estejam afinadas, melhor ainda se for no DIAPASÃO  de Deus, porque na mais monstruosa das tempestades, é possível sentir segurança no som emitido, afinado e harmonioso e isso traz refrigério e paz aos pés do Senhor. Salmos 23
Cada corda do violão é um conjunto harmônico que tocadas juntas, criam uma perfeita harmonia, porém, se apenas uma desafinar, some-se a perfeição. Seis são as cordas do violão e ambas são contadas de baixo para cima: Mi, Si, Sol, Re, Lá e Mi grave . Ousei dar um atributo para cada uma delas como essenciais à uma boa afinação da vida: 1-MInusiosidade. Você é minucioso e faz o que faz com dedicação? 2- SInceridade. Conservas a sinceridade como ponto importante de crescimento íntimo consigo mesmo, com seu próximo e com Deus? 3-SOLidariedade. A solidariedade é percebida  através de  ações que vem do coração. Você é solidário para com todos, ou somente com os mais próximos? 4- REverência.  Mostre reverencia tendo um padrão de conduta e fé nas tuas ações pessoais. 5-LAboriosidade. Quanto tempo você se dedica as coisas da vida? O labor Deus abençoara e de cada um pede o melhor. 6- MIsericórdia. Só recebe misericórdia, quem é misericordioso.
Que sua vida seja como “CORDAS AFINADAS” emitindo palavras, ações e sons agradáveis a todos e que seu coração seja puro e agradando ao Senhor da Canção: JESUS.
Afine-se então no  DIAPASÃO de Deus e seu som soará suave e cheio de harmonia e paz encantando até os limites do céus e por fim, se tudo estiver em consonância, haverá música boa.

“Cantai ao senhor um cântico novo, TOCAI bem e com alegria. Salmos 33-3”




Raimundo Soares de Andrade, é formado em Música pela UFPR, Curitiba PR. Professor do Projeto Prinart da Escola Est. Prof.ª Eunice Souza dos Santos. prrsoares@hotmail.com